Neblina ou chuva no outono requerem cuidados dobrados

Com a chegada do outono, a incidência de neblina em regiões de serra ou locais de relevo mais acidentado. Principalmente nesta época, o motorista que trafega pelas rodovias deve redobrar a atenção sobre os equipamentos de iluminação do veículo e a velocidade, evitando, assim, o risco de colisões. Além disso, os dispositivos de segurança instalados ao longo do Corredor Raposo Tavares também contribuem para um trajeto mais seguro. A neblina ou nevoeiro é basicamente uma nuvem próxima ao solo. Ela ocorre quando há a queda brusca de temperatura, por exemplo, quando um dia quente antecede uma madrugada fria. A partir daí há a condensação da água, que em forma de nevoeiro instala-se nas vias.

Este fenômeno natural tende a reduzir a visibilidade e a deixar a pista mais úmida. Além disso, as baixas temperaturas também aumentam as possibilidades de pancadas de chuva durante a estação. Neste caso, os condutores devem redobrar a atenção ao volante e reduzir a velocidade para evitar acidentes.

A CART- Concessionária Auto Raposo Tavares recomenda que antes de pegar estrada o motorista deve checar as condições dos pneus, das lanternas, palhetas do limpador, limpeza e condições do para-brisa e seguir respeitando os limites de velocidade, como alerta o Coordenador de Saúde e Segurança da CART, Nivaldo Bautz: “A neblina na rodovia torna o trajeto mais arriscado para os motoristas, por conta da pista molhada e da visibilidade baixa. Com isso, o tempo de reposta da frenagem é um pouco mais demorado, principalmente, se algum pneu estiver ‘careca’. O motorista também deve considerar seus próprios limites, se a visibilidade for pequena, o melhor a fazer é parar no posto mais próximo, nas bases SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário) da CART ou em uma base da Polícia Militar Rodoviária”.

Trafegar por trechos iluminados e com recursos que dissipam os faróis dos veículos faz a diferença para o condutor que não consegue desviar da neblina. De Presidente Epitácio a Bauru, a CART instalou mais de 33 mil balizadores refletivos que potencializam a orientação pela faixa de rolamento.

A estrada também está equipada com:

· Tachas delineadoras posicionadas no meio e nas laterais da rodovia para indicar a largura da pista;

· Placas refletivas para sinalizar trecho em obras, informações educativas e regulamentações;

·  Faixa de sinalização horizontal, que constantemente tem a pintura reforçada;

· Painéis de Mensagem Variáveis para informar sobre tráfego e condições da via;

·   Iluminação por LED nas 12 bases do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) que funcionam 24 horas por dia.

Seguindo com prudência

Se não puder evitar a estrada em um dia nebuloso, o motorista deve conferir se as luzes de freio e a lanterna estão funcionando corretamente. Para os caminhões vale também uma limpeza nas faixas refletivas. Durante o trajeto é adequado dirigir em velocidade compatível ao limite estabelecido pelas placas, manter distância do veículo da frente e o farol em luz baixa e evitar parar no acostamento.

Durante o período de chuvas, a orientação é ligar o ar-condicionado do veículo antes que o vidro do para-brisa comece a embaçar e prejudique a visibilidade de quem está ao volante. Para os veículos que não têm ar-condicionado, é importante utilizar o ar quente e frio direcionados para os vidros. Isso resolve o problema de forma rápida, mas como não retira a umidade do ar, o vidro volta a embaçar se o sistema de ventilação for desligado. Então, mantenha o sistema ligado. É preciso, ainda, reduzir a velocidade, acender os faróis e prestar atenção nos veículos que estão à sua frente. Além disso, é necessário que o motorista mantenha a calma e redobre a atenção.
Se chover muito durante a viagem, o motorista pode procurar um ponto de apoio próximo à rodovia, como postos de combustível, e aguardar o tempo ruim passar. Se o condutor estiver viajando pelas rodovias administradas pela CART, há a opção de parar em um dos SAUs que funcionam 24h por dia. Nas bases, o motorista encontra banheiros, fraldário, água e o sistema CART Atende!, caso precise de alguma informação sobre as condições das rodovias.

O veículo precisa estar em condições adequadas antes de pegar a estrada. É necessário que o motorista faça a manutenção ou revisão periódica do automóvel de forma constante. As palhetas são indispensáveis durante uma chuva. Elas precisam funcionar adequadamente. O equipamento é responsável pela retirada da água do para-brisa em período de chuvas e requer uma atenção especial do motorista. Manter o vidro limpo também é importante.

Fonte: Clique aqui

Estradas do RJ têm esquema especial de trânsito na Semana Santa

Só na Ponte Rio-Niterói são esperados mais de 860 mil veículos no feriado. Concessionárias reforçam equipes de atendimento médico e mecânico.

Acidente provoca congestionamento na Ponte Rio-Niterói (Foto: Reprodução / Ecoponte)
Ponte Rio-Niterói é a via com maior estimativa de fluxo de veículos no feriado (Foto: Reprodução / Ecoponte)

As principais estradas que cortam o Rio de Janeiro terão um esquema reforçado para atender o aumento do fluxo de veículos durante o feriado da Semana Santa, que começa nesta quinta-feira (24),. Somente na Ponte Rio-Niterói, mais de 860 mil veículos deverão trafegar até o domingo de Páscoa (27). Confira as principais ações nas rodovias mais importantes.

Ponte Rio-Niterói
Segundo estimativas da concessionária Ecoponte, que administra a Ponte Rio-Niterói, cerca de 865 mil veículos cruzarão os dois sentidos da via durante a Semana Santa. A fiscalização será reforçada para garantir maior segurança dos motoristas.

A concessionária estima que a maior movimentação em direção à Região dos Lagos será na quinta-feira, quando 88 mil veículos seguirão em direção a Niterói. Para a volta, a Ecoponte calcula que os dias de maior fluxo sejam sábado (26) e segunda, quando 167 mil veículos seguirão em direção ao Rio.

Para orientar os motoristas sobre as condições de tráfego na via, a Ecoponte disponibiliza as informações no aplicativo do Grupo EcoRodovias nas plataformas iOs (iPhones, na app store) e android (demais smartphones, na play store), e também em seu perfil do Twitter (@_ecoponte) e no site (www.ecoponte.com.br).

CCR ViaLagos
A CCR ViaLagos inicia nesta quin ta (25) um esquema especial de operações para atender o aumento do fluxo na rodovia. A expectativa é que cerca de 123 mil veículos passem pela ViaLagos, entre esta quinta e a segunda-feira (28). Os dias de maior fluxo na ida para a Costa do Sol serão quinta e sexta (25/03), quando deverão passar, respectivamente, 28 mil e  23 mil veículos.

A ViaLagos conta com câmeras de monitoramento do tráfego e equipes de atendimento médico e mecânico 24 horas. Equipes e viaturas foram reforçadas e estarão dispostas em bases operacionais especiais, espalhadas por pontos estratégicos da ViaLagos, equipadas com guinchos, veículos de inspeção, e ambulâncias UTI e de resgate.

Via Dutra
A CCR NovaDutra informou que, a partir de quinta-feira, irá reforçar a orientação e o atendimento aos motoristas que irão passar pela rodovia. A operação contará com papa-filas nos pedágios, equipes extras do SOS Usuário em pontos estratégicos da estrada, distribuição de folhetos sobre a campanha ‘Acostamento’ e veiculação de dicas de segurança.

Mais de cem viaturas e 500 profissionais, entre médicos, agentes de atendimento pré-hospitalar e equipes de emergência, e estarão 24 horas à disposição dos usuários, em regime de revezamento, distribuídos em 11 bases operacionais ao longo da via Dutra.

A concessionária destaca que o tráfego mais intenso no trecho fluminense da rodovia deverá ser entre 14h e 20h de quinta-feira e entre 7h e 13h de sexta-feira (25). No retorno, o tráfego deve ser maior no domingo, das 16h às 20h. As condições de tráfego serão informadas no site da concessionária e em entrevistas ao vivo na rádio CCRFM 107,5.

BR-040
A concessionária Concer, que administra a BR-040, informou que irá suspender entre a tarde de quinta-feira e o domingo as interdições ao tráfego na via para as obras da Nova Subida da Serra. Os motoristas devem redobrar a atenção nos trechos em obras.

Na quinta, ainda haverá algumas interdições na pista sentido Rio às 4h, 10h, 12h, 16h, 20h e 23h na altura do km 85,5, na descida da Serra de Petrópolis, próximo à janela do túnel em construção pela Concer. Também haverá interdições, no mesmo sentido, às 10h, 12h, 14h30, 16h e 19h no km 87,5 da BR-040, no sentido RJ, na descida da Serra de Petrópolis, próximo ao emboque no túnel em construção pela Concer, e às 14h no km 92,5 próximo ao emboque no túnel em construção pela Concer. O período de interdições é de meia hora, podendo se estender por mais tempo em caso de imprevistos.

Fonte: Clique aqui