Arrecadação com multas sobe 273% em 5 anos

Informações foram obtidas através do sistema Renainf e levam em consideração apenas as aplicadas por órgãos federais.

Nos últimos 5 anos, a arrecadação do governo federal cresceu 273%, de acordo com as informações que foram registradas pelo sistema Renainf, que inclui todas as infrações que são anotadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). O sistema leva em consideração também as multas aplicadas aos carros que não possuem placa daquele Estado.

Arrecadação com multas sobe 273% em 5 anos

Em relação aos números brutos e que estão diretamente relacionados a arrecadação, os valores das multas chegaram aos R$ 888,8 milhões contra R$ 238,1 milhões em 2011. O crescimento do arrecadamento com as multas também acompanha o crescimento da frota de veículos que estão circulando pelo Brasil, que ficou em 33% de acordo com o Denatran.

Vale lembrar que os dados relacionados as multas não levam em consideração aquelas que são aplicadas pelos agentes e órgãos estaduais, que correspondem também a uma grande parcela do total das multas. Mas uma alteração no sistema deve permitir, em breve, que este mesmo sistema acabe anotando também as multas aplicadas pelos agentes e equipamentos de responsabilidade estaduais

Mais pesado no bolso

Além do aumento considerável na aplicação das multas que estão previstas nas versões mais atualizadas do Código Brasileiro de Transito, nos últimos anos os valores que são cobrados por cada infração aumentaram consideravelmente, especialmente os que estão diretamente relacionados a infrações considerada graves nas estradas.

Arrecadação com multas sobe 273% em 5 anos

De acordo com os dados que foram levantados, os valores das multas acabaram ficando cerca de 55% mais caras nos últimos cinco anos, sendo que os aumentos mais elevados acabaram se concentrando nos últimos 12 meses, com um aumento de 64,8% quando comparado com os valores de multas aplicados no ano anterior.

Em relação aos tipos de multas que mais foram aplicadas, o destaque ficou com o excesso de velocidade. Essa multa costuma aparecer entre as mais aplicadas em todos os anos anteriores, mas uma novidade deste ano foram as multas relacionadas aos faróis desligados nas estradas e rodovias, que a partir do ano passado devem se manter ligadas também durante o dia.

Fonte: Acesse o site do Salão do Carro